As mais recentes novidades sobre viagens, línguas e cultura dadas pela EF Education First
Menu

Ser mais competitivo no mercado de trabalho: 5 dicas

Ser

Ter uma boa educação não é suficiente para conseguires o teu emprego de sonho hoje em dia. Para se ser mais competitivo no mercado de trabalho precisas da mistura certa de educação, experiência e outras capacidades mais leves. Entre estas últimas incluem-se as capacidades linguísticas – para realmente te fazeres notar.

Vê aqui como te podes tornar mais competitivo no mercado de trabalho:

1. Melhora as tuas capacidades linguísticas

Aprender uma língua nova é um acréscimo incrível ao teu CV. Não só demonstra que tens curiosidade sobre o mundo, mas também mostra o teu compromisso em melhorares-te a ti mesmo e aumentares as tuas capacidades. Além disso é uma capacidade rentável com uma correlação positiva no que toca a rendimentos mais altos.

Uma das línguas mais procuradas para se dominar é o Inglês, devido ao seu domínio e importância global nos negócios, diplomacia e estudos, Contudo, há imensas outras línguas que também são desejadas, tais como, o Árabe, Mandarim, Espanhol e Alemão. Todas estas línguas têm milhões de falantes nativos e peso económico e geopolítico no cenário mundial.

2. Ganha uma experiência multicultural

Quer seja a trabalhar no estrangeiro ou a estudar num país diferente, alargar os horizontes e ganhar experiência a viver numa cultura diferente é algo que te ajuda a crescer como ser humano. Vais enfrentar diferentes desafios que não enfrentarias se ficasses no teu lar. Isto vai tornar-te mais flexível e criativo na forma como resolves os teus problemas e encaras situações inesperadas. Todas estas são capacidades essenciais no mercado de trabalho atual.

Estudos mostram ainda que as pessoas que já viveram no estrangeiro têm uma maior noção de si próprias. Por isso, estão numa melhor posição para perceberem o que querem da sua carreira, e, como tal, é mais provável que só concorram para empregos em que estão genuinamente interessadas.

3. Vai mais longe na tua educação

Em muitas áreas, ter um curso universitário aumenta o teu ordenado significativamente e vai ajudar-te a encontrar um trabalho. Setores como a banca, finanças, economia, política e negócios, em particular, contratam muitas vezes apenas pessoas licenciadas. Por isso, é essencial encontrares um curso que seja perfeito para ti. E não é só o diploma que recebes no final que os empregadores gostam, é o facto de teres provado que consegues trabalhar duro, resolver problemas e pensar por ti mesmo.

Já és licenciado? Então não devias terminar teus estudos por aqui. Estudar mais (online ou numa escola – as opções hoje em dia são infinitas) é uma ótima forma de continuares a expandir o teu leque de capacidades.

4. Contactos, contactos, contactos

A frase “não é aquilo que sabes, mas sim quem conheces” está parcialmente correta. Uma boa educação e a dose certa de experiência de vida são essenciais, mas no que toca a encontrar a oportunidade certa de emprego (e ter alguém que conheces lá), as coisas resumem-se a quem tu conheces. Uma rede de conhecimentos, mesmo que pareça um trabalho chato, é uma parte essencial do crescimento da tua lista de contactos.

E o networking pode ser divertido!

Participa em noites de networking inscrevendo-te em conferências. Aproveita ainda para teres conversas educadas e amigáveis com as pessoas que conheces. Lembra-te de manter o contacto com as pessoas mais interessantes mesmo que não estejas à procura de um novo emprego neste momento. Nunca se sabe, quem, um dia, pode pensar que és a pessoa certa para algum trabalho e pode sugerir o teu nome, ou quem te pode oferecer um trabalho. Não te esqueças também de te inscrever na melhor plataforma de networking de hoje em dia, o LinkedIn.

Resultado de imagem para linked in Ser mais competitivo no mercado de trabalho

5. Obtém uma experiência de trabalho relevante

Como consegues o teu primeiro emprego, quando todas as ofertas de emprego requerem experiência anterior e conhecimento? Garante alguma experiência de trabalho ou estágio. Faz alguma pesquisa (usa os teus contactos) para encontrares oportunidades para estagiar na tua área. Podes ter que abdicar do teu tempo de graça e começar do zero, mas vai valer a pena. Servir cafés, organizar arquivos ou administrar as redes sociais de uma empresa relevante pode ser o primeiro degrau da escada

Com alguma experiência de trabalho no teu CV, vais tornar-te mais qualificado para um emprego a tempo inteiro do que muitos outros candidatos que acabaram de sair da universidade. Isto vai ainda ajudar-te a perceber se é essa a carreira com a qual te queres comprometer permanentemente. Sabe como melhorar o teu CV aqui

Aprende uma língua no estrangeiro com a EF!Descobre aqui qual!