GO Blog | EF Blog Portugal
As mais recentes novidades sobre viagens, línguas e cultura dadas pela EF Education First
MenuRevistas Grátis

15 razões para visitar a Rússia: o maior país do mundo

15 razões para visitar a Rússia: o maior país do mundo

Variada e louca, vasta e extravagante, a Rússia é o maior país do mundo. Com mais de 114 milhões de pessoas, 1 156 anos de história e 11 fusos horários, a Rússia é dona de uma diversidade cultural riquíssima e, além disso, de uma vasta beleza natural, como nenhuma outra. Vamos mostrar-te 15 razões pelas quais deves visitar a Rússia.

Desde os huskies a correr no gelo das montanhas da Sibéria até ao espetáculo das luzes da Aurora Boreal. Desde os telhados em forma de framboesa da cúpula da Catedral de S. Basílio até às obras de arte mundialmente famosas da Galeria Tretyakov. Há uma lista infinita de razões para visitar este país espetacular. (Não te preocupes, resumi esta lista a 15 razões). Vamos lá mergulhar nisto como os Russos mergulham nas águas geladas dos spas Banya.

1. Compreende o tamanho e a escala da oferta

Já conheces os factos: 1156 anos de história, 114 milhões de pessoas, 11 fusos horários. Acima de tudo, é a dimensão real deste país que o torna no destino ideal para todo o tipo de turistas.

Por exemplo, os aventureiros vão para as montanhas e para os lagos fazer caminhadas ou esqui e desportos aquáticos. Por outro lado, os que procuram cultura e experiências ao nível do chão, exploram as 1.110 cidades e vilas do país. Os turistas ficam com a ideia de que há sempre mais para explorar ao visitar a Rússia, e é este facto que sustenta todas as outras razões desta lista.

2. Desvenda a complexidade da cultura

A Rússia está cheia de histórias para descobrir. Num país tão grande, há uma história enorme, bem como um contraste de culturas e um vasto passado político. Desde os meandros do Império Bizantino e do desenvolvimento da União Soviética, até às culturas de mais de 100 minorias étnicas identificadas na Rússia. Além disso, algumas destas minorias até são grupos indígenas com a sua própria forma de vestir, tradições religiosas e a sua própria língua.

3. Admira o esplendor da arquitetura

As cidades Russas estão abençoadas com uma arquitetura opulenta e um design único em cada canto. Em Moscovo, a cidade mais antiga da Rússia, até mesmo as estações de metro são um legado da grandiosidade encontrada nos palácios do país, uma vez que Estaline pediu que as estações fossem decoradas como se fossem os “palácios das pessoas”. Se apanhares o metro na Praça Vermelha, por exemplo, vais encontrar a arquitetura extravagante do antigo Império Russo. Não podes visitar a Rússia sem espreitares as magníficas estações de metro.

Entretanto, S. Petersburgo, a antiga capital, é considerada o epicentro cultural da Rússia. Lá, vais encontrar uma mistura confusa de estilos. O Palácio Yelagin e o Palácio Mikhailovsky remetem-nos para a Antiguidade com as suas colunas e estruturas Neoclássicas. Por outro lado, a Casa dos Sovietes de S. Petersburgo oferece uma imagem imponente da arquitetura soviética. Por fim, o Palácio de Inverno, outrora casa de um dos czares, é famoso pelo seu luxuoso estilo Barroco.

4. Passeia pela Praça Vermelha de Moscovo

Esta parte de Moscovo merece uma razão só para si (e não sou eu que digo). Todas as estradas principais do país e as ruas de Moscovo foram construídas segundo o traçado desta praça impressionante. Depois de veres as famosas cúpulas em forma de cebola da Catedral de S. Basílio, e pensares se foste parar acidentalmente ao cenário de um filme, é a altura de visitares as atracções da praça.

A partir desta praça podes visitar o Museu de Lenine e ver a múmia mais famosa do mundo, fazer compras nos armazéns GUM, e em seguida admirar a sua clarabóia, e dar uma passeio à volta do complexo fortificado do Kremlin. Este complexo é composto por cinco palácios, quatro catedrais e torres simbólicas com tijolos vermelhos. Na realidade, até podes precisar de separar um ou dois dias para visitar a Praça Vermelha na sua totalidade.

5. Faz uma viagem no comboio trans-siberiano

Já te cansaste de visitar todos estes palácios cheios de ornamentos? Então vai além dos pontos turísticos clássicos e embarca no Expresso Trans-Siberiano. Esta viagem de comboio cénica leva-te desde Moscovo a Vladivostok, a 9257 km de distância, passa pelas planícies da Sibéria e pára em alguns dos locais mais fascinantes da Rússia. A viagem leva 6 noites desde o início ao fim.

Passa pelo Lago Baikal congelado no inverno e/ou faz a viagem de verão e observa a luz do sol a brilhar nas suas vastas águas. Há comida a bordo e internet gratuita apesar de, provavelmente, estares demasiado distraído nos lugares junto às janelas para ver filmes na Netflix. E vais ter que terminar aquele livro enorme “Guerra e Paz” noutra altura. (Mais à frente vamos falar das impressionantes influências literárias da Rússia).

6. Faz caminhadas por paisagens fascinantes

Olhar para todas aquelas paisagens pela janela do comboio é terapêutico. Mas, e que tal observá-las ao vivo? O Lago Baikal não vai passar despercebido na tua viagem de trans-siberiano (é o maior lago do mundo) e a sua natureza envolvente é perfeita para parar e esticar as pernas, quer passes lá algumas horas ou alguns dias.

Se quiseres subir mais alto, vai até ao Monte Elbrus. Este é um dos locais mais famosos para fazer trilhos na Rússia devido às suas vistas impressionantes, tanto nos trilhos para iniciantes como para profissionais.

7. Vê o céu a iluminar-se no inverno

Este faz parte de várias bucket-lists. Vai até ao interior da natureza e observa a explosão de cores da Aurora Boreal. Este espetáculo deslumbrante de luz natural é um fenómeno causado pelo vento solar e é a recompensa mais bonita da natureza, pelas noites de escuridão sem fim e pelo tempo frio do Norte, acima do Círculo Polar Ártico. A Península de Kola é considerada um dos locais mais acessíveis para assistir a este espetáculo.

8. Sente o tempo a voar com coleções de arte infinitas

Os entusiastas por arte vão perceber que nunca há tempo suficiente para ver tudo, ao visitar a Rússia. Visita a Galeria de Arte Estatal Tretyakov, em Moscovo, para ver mais de 18.000 peças de arte totalmente Russas desde o século XI até ao XX. Em S. Petersburgo, podes devorar mais de 3 milhões de peças de arte e artefactos no Museu Estatal do Eremitério, por isso certifica-te de que vês a obra mais famosa de todas: O Regresso do filho pródigo, de Rembrant.

9. Descobre as cidades medievais do Anel Dourado

O Anel Dourado é uma rota turística popular que passa por vilas e cidades medievais importantes que foram deixadas quase intactas, devido à modernidade e industrialização. Chegado a esta esfera antiga da Rússia, vais descobrir a história espiritual da Igreja Ortodoxa, provar a comida tradicional e experimentar fazer artes e ofícios antigos.

10. Faz um cruzeiro nos rios labirínticos da Rússia

Há cerca de 100.000 rios na Rússia a passar por dentro e por fora de cidades grandes e pequenas. Fazer um cruzeiro nestes rios com um guia-turístico é uma das melhores formas de descobrir o país. País este em que, à medida que vês os pontos turísticos, podes sentar-te e ouvir as fábulas antigas e as histórias dos locais que estás a ver.

11. Purifica-te numa Banya Russa (sauna)

Depois de tanto explorar, faz como os Russos e banha-te num spa local. Como uma das atividades recreativas mais populares da Rússia, vais encontrar um spa Banya em todas as grandes cidades e vais poder mimar-te com um tradicional banho turco ou um tratamento Paranie revigorante. Este último envolve esfregar ramos de eucalipto no corpo particularmente para aumentar a circulação e baixar a tensão. Se queres visitar a Rússia, tens de ir a um spa russo.

12. Aproveita o sol de Sochi

Provavelmente a Rússia não é a tua primeira opção quando pensas numa escapadinha para aproveitar o sol. Mas a estância de Sochi é um local bastante popular, no que toca a praia, para muitos Russos. Situada ao longo do Mar Negro, esta cidade é subtropical e tem palmeiras a decorar as ruas. Aqui, podes descobrir museus Russos e arquitetura rodeada por florestas verdes e sol quente.

13. Torna-te clássico e experimenta o ballet tradicional Russo

O ballet na Rússia é um motivo de orgulho nacional. Está fortemente interligado com a história nacional, uma vez que foi a principal forma de entretenimento dos nobres Russos durante séculos.

A Rússia agora é o país com os bailarinos mais talentosos do mundo e, por conseguinte, diz-se que tem o seu próprio estilo. Hoje-em-dia o ballet já não é exclusivo da realeza, por isso, reserva um lugar no Teatro Bolshoi e desfruta de uma noite como nenhuma outra.

14. Assiste a uma peça de teatro catártica Russa

Conhecido mundialmente pelas peças de teatro realistas de Anton Checkov, a cultura Russa leva o teatro tão a sério como o ballet. Moscovo é considerada uma das capitais mais teatrais do mundo e, apesar da sua história relativamente recente no que toca ao teatro, a cidade tem agora mais de 70 teatros. Uma ida ao teatro é, por isso, uma ótima razão para visitar a Rússia.

15. Lê as obras de grandes nomes da literatura

Qualquer amante de livros irá certamente apreciar uma viagem à casa de alguns dos grandes nomes da literatura. “Guerra e Paz”, de Leo Tolstoy, “Almas mortas”, de Nikolay Gogol, e “Crime e Castigo”, de Fyodor Dostoyevsky, são apenas alguns de vários.

Faz um passeio literário pela Rússia e visita o museu de cada um destes autores. Algumas excursões a pé por S. Petersburgo até param em locais do “Crime e Castigo”. Por fim, caso estejas a precisar de fazer uma pausa, traz contigo um livro de poesia de Alexander Pushkin e lê “A terra de Moscovo” no local que lhe serviu de inspiração.

Vêm descobrir a Rússia com a EF!Descobre mais aqui!
Recebe as últimas novidades em viagens, línguas e cultura na nossa newsletter GOQuero inscrever-me

Não se limite a aprender uma nova língua, viva-a!
11 línguas e
52 destinos

Sabe mais