As mais recentes novidades sobre viagens, línguas e cultura dadas pela EF Education First
Menu

11 DICAS: CONSEGUIR UM TRABALHO SEM EXPERIÊNCIA

11 DICAS: CONSEGUIR UM TRABALHO SEM EXPERIÊNCIA

Todos os que estão agora a começar a sua aventura no mercado de trabalho vão encontrar um paradoxo já muito conhecido: não consegues encontrar um trabalho sem experiência, e não consegues ter experiência sem um trabalho. É um dilema bastante desencorajador para muitos e que parece impossível de ultrapassar. Ou quase. As nossas 11 dicas podem ajudar-te a ir de zero a herói num tempo razoável (encontrar trabalho nunca será rápido).

1. INVESTE NA TUA EDUCAÇÃO

Faz cursos e workshops, consegue certificados e diplomas, e se tiver de ser, tira um curso de ensino superior. Desta forma, vais estar não só a ganhar conhecimento que podes aplicar no trabalho, como a mostrar a tua dedicação e esforço. Além disso, professores e outros alunos são uma ótima forma de começares e aumentares a tua rede de contactos.

2. COMEÇA PEQUENO

Outra forma de ganhar alguma experiência numa área específica é estagiar em troca de pouca ou nenhuma remuneração – por muito injusto ou pouco motivante que soe, sem dúvida que te abre uma série de oportunidades: podes ser voluntário, estagiar ou ser trabalhar por conta própria para ganhar experiência prática. Dependendo da carreira que procuras, começar ou colaborar num blogue pode ser uma boa forma de mostrar a tua paixão e talento. Resumidamente: enche o teu CV e portfolio com projetos relevantes em que trabalhes em part-time, fins-de-semana ou intervalos da escola ou faculdade.

3. TRABALHA A TUA REDE

Uma forma útil de conseguir um trabalho é ser recomendado ou conhecer um amigo, ou amigo de amigo. Para que isso aconteça tens de construir e cultivar a tua rede de contactos, quer online, quer offline. Garante que as pessoas sabem que queres uma determinada carreira, e está sempre pronto com um pitch pessoal, um CV atualizado e, claro, um ótimo perfil LinkedIn.

4. ESQUEMATIZA!

Está na altura de pegares numas canetas e papel e fazeres um grande diagrama de Venn que te oriente para o sucesso: faz uma lista de todas as skills, experiência e características pessoais precisas para o teu futuro trabalho. Aí, adiciona aquelas que já tens e tenta ver onde os dois círculos se cruzam. Podes usar este diagrama como referência para o que podes destacar em CVs e cartas de recomendação.

5. TORNA-TE O MELHOR NAQUILO QUE QUERES

Aprende tudo o que há a saber sobre a indústria e o trabalho em si. Esta tarefa não só te vai preparar para a tua carreira, como também quando estiveres a conhecer novas pessoas e em entrevistas de trabalho. Para isso, interage em foruns, lê blogues, e junta-te a grupos de interesse, quer online quer offline. Garante também que sabes alguns nomes de referência no negócio, a nível local, nacional, e até internacional.

6. PEDE E PARTILHA CONHECIMENTO

As pessoas adoram dar conselhos e ser vistos como especialistas ou mestres num determinado assunto. Assim que saibas os nomes das pessoas que admiras e têm a carreira que queres ter, tenta entrar em contacto com eles – online ou, se fores adepto da velha escola, com uma carta manuscrita. Uma boa forma de fazer as pessoas sentir-se valorizadas é perguntar-lhes que próximos passos te aconselham a tomar. Não te limites a enviar dezenas de emails com o teu CV – toda a gente está ocupada e as caixas de entrada estão cada vez mais cheias, por isso é sempre importante estabelecer uma ligação antes de pedir conselhos ou favores.

7. TEM UMA BOA HISTÓRIA PARA CONTAR

Tenta garantir que tens uma história de início de carreira cativante que não deixe dúvidas em como és o candidato perfeito para qualquer trabalho no ramo que queres. Vão-te ser feitas muitas perguntas, por isso prepara respostas claras e concisas em como queres enveredar por esse ramo, o que vais fazer para o conseguir, e qual a tua proposta de valor. É aqui que podes impressionar com a tua paixão, e mostrar todas as experiências e skills, convencendo todos aqueles com quem falas.

8. INVESTE NO TEU CV

E enquanto o fazes, garante que o CV reflete as partes principais dessa história. Dá destaque aos teus talentos e competências e não apenas a títulos de trabalho. Cria um CV que não se concentra no passado mas que demonstra tudo aquilo em que podes contribuir no futuro.

9. FOCA-TE NAS SOFT SKILLS

Muitas competências são transferíveis, e podem, então – transferir-se de uma situação ou função para outra, e mostrar como interages com as pessoas. Alguns exemplos destas competências – soft skills – são as competências interpessoais, organizacionais, de comunicação e liderança. Foca-te na tua capacidade para motivar e gerir pessoas, ou falar em público. Cria um CV que demonstra a tua personalidade e as tuas soft skills ao máximo. Se conseguires mostrar como estas te podem ajudar a aprender alguma hard skill, fizeste um bom trabalho.

10. SÊ REALISTA COM A AMBIÇÃO

Apesar de deveres sempre ambicionar mais na tua carreira, também é importante ter bom senso quando te candidatas a um trabalho. És um principiante, por isso concentra-te em posições de entrada no mercado de trabalho em que possas fazer um bom trabalho e mostrar que consegues cumpri-lo. Deixa claro que sabes que és um principiante mas que estás ansioso por aprender, e aí não te esqueças de adicionar algum entusiasmo, paixão e determinação.

12. TEM PACIÊNCIA

Sê paciente, disposto para começar em posições mais modestas. Conseguir um trabalho pode demorar. Também pode ser cansativo e não parecer tão boa ideia às vezes, mas se é isso que procuras e que te faz feliz, não hesites!

INVESTE NA TUA EDUCAÇÃOSaiba mais

Compartilhe esse artigo

Últimos artigos de Carreira