GO Blog | EF Blog Portugal
As mais recentes novidades sobre viagens, línguas e cultura dadas pela EF Education First
MenuRevistas Grátis

Turista disfarçado : Como se misturar em Barcelona

Turista disfarçado : Como se misturar em Barcelona

Com uma arquitetura de cortar a respiração, uma gastronomia fantástica e a melhor equipa de futebol do mundo, Barcelona tornou-se um centro cultural à beira-mar. Também é considerada como a 20ª cidade mais visita do mundo. No entanto, com uma cidade construída para 1.6 milhões de residentes e 32 milhões de visitantes estimados por ano, viajar (e viver) em Barcelona é muito diferente. E às vezes mais difícil, do que costumava ser.

Como um residente em Barcelona, aqui estão então as minhas principais seis dicas para evitar filas, fugir a multidões e ser um viajante consciente durante a tua estadia:

1.Aprende algo em Catalão

Dica Chave: Aprende algumas palavras em Catalão, a primeira língua em Barcelona, e vais encantar qualquer um.

Aqui estão algumas palavras básicas que podes tentar:

Bom dia = Bon dia
O meu nome é = En dic…
Bom apetite = Bon profit
Obrigado = Gràcies
Por favor = Si us plau
Como estás? = Com estàs?
Bem, e tu? = Bé, i tu?
Eu não falo muito bem catalão = No domino gaire el català
Falas inglês? Parles anglès?
Até mais tarde = Fins aviat!

2. Em Roma, sê romano (aka – quando e onde comer)

Há duas coisas principais a ter em conta: as horas das refeições e o preço. Em relação às horas, a hora aceitável para o almoço é entre as 13h30 e às 16h. O jantar é servido a partir das 20h.

Quanto ao preço e localização, pega num mapa da cidade, faz um círculo à volta do centro (incluindo La Rambla, Port Vell e Plaça Catalunya). Agora, tudo o que estiver dentro do círculo está fora dos limites e é muito caro.

Dica Chave: Tenta ir a sítios locais que tenham o (“Menú del dia” )ou menu do dia, que normalmente inclui dois pratos principais, sobremesa e bebida por um preço bastante baixo.

3. A Cultura Catalã

Dica Chave: Ir para Barcelona é a ocasião perfeita para testemunhar “castells”, incríveis torres feitas por humanos, ou dançar “sardanes” a  dança nacional. Se o tempo estiver bom, podes ver e participar nas danças tradicionais durante o entardecer (18-18h30) na Plaça Sant Jaume, aos domingos, ou na Catedral de Barcelona aos sábados. O Turismo de Barcelona tem boas informações sobre quando e onde podes participar.

4. Obtem uma perspetiva local

Aqui é o pequeno e magro: Com mais cruzeiros a atracar nos portos de Barcelona, voos baratos e uma expansão do aluguer de casas, o número de visitantes da cidade aumentou 25% desde 2012, e alguns grupos residentes culpam o aumento do fluxo de turistas pelo aumento das rendas, do preço da comida e da redução da qualidade de vida.

Dica Chave: Espanhóis/Catalães são simpáticos e de fácil aproximação. Não sejas tímido, começa uma conversa sobre o assunto. A probabilidade é que ganhes uma nova perspetiva e, quem sabe, talvez até um amigo na cidade.

5. Continua a nadar!

Mas, se viajares apenas 20-40 minutos dessas principais praias, vais encontrar praias lindas e quase desertas. Além disso, certifica-te que guardas algum tempo para o “xiringuito”, o bar da praia onde podes pedir comida e bebida barata.

Dica Chave: Escreve o nome destas praias: Masnou, Ocata e Montgat.

6. Barcelona é mais bem apreciada a pé ou de bicicleta

Mesmo que Barcelona tenha um grande sistema de transportes públicos, com metro, elétrico, comboios, autocarros, etc, às vezes não é a opção mais inteligente. Eles podem estar lotados e muito quentes. Felizmente, Barcelona é uma cidade bastante pedonal e a sua arquitetura torna isso numa experiência maravilhosa.

Dica-chave: Se for demasiado para andar, tenta ir de bicicleta. A cidade tem uma grande infraestrutura para bicicletas e oferece muitas bicicletas para alugar.

Aprende mais dicas nos nossos outros artigos do blogSabe mais aqui!
Recebe as últimas novidades em viagens, línguas e cultura na nossa newsletter GOQuero inscrever-me

Não se limite a aprender uma nova língua, viva-a!
11 línguas e
52 destinos

Sabe mais