As mais recentes novidades sobre viagens, línguas e cultura dadas pela EF Education First
Menu

Porquê aprender Inglês na África do Sul

Porquê aprender Inglês na África do Sul

Estás decidido a fazer um curso de Inglês no estrangeiro mas ainda não sabes onde? Aprender Inglês na África do Sul pode não estar no topo da tua lista – mas devia. Uma terra de paisagens exuberantes e de uma natureza incrível, com uma história complexa . História esta que deixou marca na sua arquitetura, na sua comida e nas suas línguas (há 11 oficiais), Este país é um lugar único e emocionante para aprender Inglês.

Vê aqui porque devias aprender Inglês na África do Sul:

O fator “diferença”

É extremamente comum ouvir os estudantes falar dos seus cursos nos E.U.A., na Austrália e no Reino Unido. Mas a África do Sul ainda é uma opção pouco procurada para fazer um curso de Inglês. Aprender Inglês na África do Sul preenche todos os requisitos que procuras – cidades animadas, paisagens esplêndidas e um clima ótimo. Isto tudo com o bónus de ser um destino menos procurado pelos turistas.

O clima

Os alunos que vêm de climas quentes não terão dificuldade em adaptar-se ao clima da África do Sul – e os que vêm do Norte e estão habituados à neve vão agradecer a mudança! Estudar na África do Sul não requer que tenhas de comprar um guarda-roupa novo cheio de casacos, botas e roupa de lã. E isso torna o momento de fazer a mala e a preparação da viagem mais fáceis. (Não te esqueças do teu fato de banho).

Praias em abundância

Ninguém pode negar que a África do Sul tem praias deslumbrantes. No Cabo Ocidental, podes ver pinguins africanos na Boulders Beach ou observar as pessoas e passar uma tarde na areia branca e nas águas azuis das quatro Clifton Beaches. Se quiseres observar pássaros, baleias, golfinhos e montanhas cénicas, então vai para Hawston Beach.

aprender Inglês na África do Sul pinguins

Gírias Sul-africanas

“Now”, “now now” e “just now”. Mas…quando se usa cada uma? A gíria Sul-africana tem fortes ligações com o Holandês e com as outras línguas oficiais do país. É muitas vezes eclética, estranha e levemente literal. Pensa em círculos, por exemplo, para rotundas e robôs para semáforos. Outros termos para adicionares à tua lista de conhecimentos são “braai (barbecue)”, “boet, bra, bru, chommie, china” e “cuz (brother, friend, mate)”, “ag man (oh man)” (usada para expressar choque, surpresa, resignação ou irritação), “domkop (dummy)”, “jol (a party), skinner (gossip)” e “lekker (tasty, great)”.

A Cidade do Cabo

Encurralada entre a Table Mountain e o oceano, a Cidade do Cabo é realmente bonita. Intensamente cosmopolita, com imensa vida noturna, mercados de comida fantásticos e imensas viagens de fim-de-semana à escolha – a Cidade do Cabo tem influências multi-culturais da sua história Alemã, Indonésia, Britânica, Francesa e Holandesa que são inegáveis. Os estudantes quando chegam ficam (compreensivelmente) impressionados com a sua fusão de arquitetura Victoriana e Eduardiana moderna. Podes ainda encontrar mercados de vestuário, comida de rua, cultura do café e bairros singulares – tudo isto rodeado por montanhas e por um litoral deslumbrante.

Resultado de imagem para table mountain aprender inglês na África do Sul

Desportos Radicais

Esquece o mergulho com botija! A África do Sul é a casa do mergulho com tubarões em gaiolas, uma atividade que certamente não é para quem tem problemas de coração. Queres experimentar? Então vai para Gansbaai, no Cabo Ocidental, também conhecido como a capital mundial dos tubarões brancos. Outros desportos aquáticos que valem a pena experimentar são o windsurf, kitesurf, parasailing e caiaque marítimo. À parte disso, se és daqueles que preferem desportos radicais com alturas, podes tentar bungee jumping numa das pontes mais altas para o efeito, a Bloukrans Bridge, de onde é possível saltar de 216 metros.

Resultado de imagem para swimming with the sharks

Bom custo-benefício

Os preços das rendas, comida e transportes são geralmente acessíveis na África do Sul. Isto claro, quando comparados com outros países onde se fala Inglês, incluindo os vizinhos do Hemisfério Sul, a Austrália e a Nova Zelândia. Isso quer dizer que o teu orçamento vai durar mais, o que vai deixar a tua conta bancária mais feliz (e talvez aumentar a tua estadia?).

Faz um safari de surf…

Os surfistas profissionais levam as suas pranchas para a Eland’s Bay, a cerca de três horas da Cidade do Cabo ou para os assustadores Dungeons, acessíveis apenas através de barco e um dos lugares com as maiores ondas do mundo. Os surfistas de todos os níveis vão encontrar ondas à sua altura na Jeffrey’s Bay (com os caprichosamente chamados Salad Bowls, Supertubes, Boneyards e Kitchen Window), na Durban (Dairy Beach) e em Muizenberg (uma das 20 melhores cidades para fazer surf segundo o National Geographic).

...ou um normal!

África do Sul e safari são sinónimos e o Kgalagadi e o Kruger são as duas melhores opções do país. O Kgalagadi tem menos densidade de vida selvagem, no entanto é um ótimo sítio para ver grandes felinos e aves de rapina. O Kruger é excelente para os Grandes Cinco (leões, leopardos, rinocerontes, búfalos e elefantes), e oferece um bónus de conseguir ver crocodilos e hipopótamos, e ainda espécies menos conhecidas, embora avistadas com regularidade, como porcos-formigueiro, gálagos, pangolins, hienas e cães-selvagens-africanos.

Resultado de imagem para kruger park

Aprender Inglês na Cidade do CaboMarca já a tua viagem :)

Compartilhe esse artigo

Últimos artigos de Línguas