GO Blog | EF Blog Portugal
As mais recentes novidades sobre viagens, línguas e cultura dadas pela EF Education First
MenuRevistas Grátis

5 dicas testadas e comprovadas de como aproveitar ao máximo qualquer viagem

5 dicas testadas e comprovadas de como aproveitar ao máximo qualquer viagem

Sou viciada em viagens e então vou te dar aqui todas as dicas de como aproveitar ao máximo qualquer viagem. A minha mãe viajou entre a Alemanha e os E.U.A. enquanto estava grávida de mim. Algures por cima do Oceano Atlântico parece que o “wanderlust” ficou codificado no meu ADN. Quer dizer, há alguma coisa para não gostar em viajar? Pensa assim: o teu mapa do mundo expande-se todas as vezes que andas numa rua nova. Atrás de cada recanto há algo desconhecido. Sentes-te fresco. Com energia. Com esperança.

Mas nem tudo são rosas. Viajar também pode ser avassalador. No passado, eu planeava cuidadosamente as minhas viagens para evitar ser apanhada desprevenida. Pesquisava as atrações a visitar, onde comer, que zonas conhecer, o meu dia-a-dia, planeava tudo. Pensava que era a chave para uma viagem espetacular e inesquecível. Depois, cheguei ao meu destino pronta para começar mas, surpreendentemente, nada correu como o planeado. Aconteceu que seguir um itinerário restrito privou-me de estar completamente presente a aproveitar cada momento. Na realidade tornou a minha a viagem mais difícil. Por isso relativizei o roteiro e encontrei um balanço (no final de contas o meu signo é balança) para orientar as minhas aventuras.
Hoje em dia sigo a minha intuição e apenas sigo algumas coisas a não perder que funcionam para qualquer destino.

Podes ver aqui as minhas 5 dicas para aproveitar ao máximo qualquer viagem:

1. Fala a língua local

Não importa para onde vá. Faço sempre questão de aprender algumas expressões básicas na língua local. Os podcasts do Coffee Break são aquilo que uso para o Espanhol, Italiano e Francês. E uso o Google para as outras línguas. Antes da minha primeira viagem a Paris, aprendi algumas coisas básicas em Francês. Tive um flirt com um polícia enquanto ele orientava o trânsito e os lojistas tratavam-me como uma verdadeira parisiense (Je suis desolée, je ne parle pas français!). Tornei a viagem muito mais divertida e relaxada. Talvez até te apaixones por aquela língua e queiras aprendê-la. Isso sem dúvida que me aconteceu, oui!

2. Visita os mercados

Uma das minhas coisas preferidas quando viajo, é visitar os mercados regionais. Andar por entre as bancas e observar todas as cores e texturas. Sinto-me mais conectada ao local onde estou quando observo os habitantes locais a interagir entre si no seu dia-a-dia. Gosto de ficar num sítio com uma cozinha e assim posso comprar fruta fresca e preparar o meu pequeno-almoço todas as manhãs. Dá uma sensação mais pessoal do que o buffet de um hotel. No entanto, se não tiveres acesso a uma cozinha, sempre podes fazer um piquenique no parque. Não há nada que transmita a “sensação de férias” tão bem como partir o pão com os pombos residentes.

3. Pergunta aos habitantes locais

Quando viajas não é a altura para seres tímido. Sê corajoso e inicia uma conversa com um estranho. Um ótimo quebra-gelo é pedir uma recomendação para uma atração imperdível que a maioria dos turistas não conhece. Acredita, há sempre algumas. Já recebi as melhores dicas de um funcionário do metro de Londres e de um empregado de mesa de um bar de tapas em Espanha. Não fiques só pelos livros e pelo Google – pergunta a quem te rodeia por dicas. Um sorriso simpático vai levar-te longe.

4. Descarrega aplicações dos transportes públicos

Se vais para uma cidade, procura o nome da rede de transportes local antes de ires. A maioria tem uma aplicação que podes descarregar de forma gratuita. Eu gosto de planear o trajeto desde a estação de comboios ou aeroporto até ao meu alojamento de antemão, assim não preciso de me preocupar. Normalmente é mais barato comprar um passe de um dia, em vez dos bilhetes por viagem, e os bilhetes de uma semana (quando há) são melhores para estadias mais longas. Andar ansiosamente a tentar saber como ir do ponto A para o ponto B quando estás com outro fuso horário e a precisar desesperadamente de um duche é para amadores.

5. Localiza os miradouros

Para aproveitar ao máximo qualquer viagem eu tento sempre ver de cima o local onde estou a ficar. Ajuda a orientar-me e resulta em fotografias perfeitas. Se não houver colinas ou montanhas que possas subir, procura edifícios como torres sineiras e arranha-céus para teres uma vista melhor. Uma das mais memoráveis para mim foi ver o sol a nascer no topo da cratera Haleakalã no Maui. Vi o oceano a dançar à distância à medida que a luz do sol subia e o mundo estava em silêncio. Certamente estes são os momentos que vão ficar na tua memória para sempre.

Recebe as últimas novidades em viagens, línguas e cultura na nossa newsletter GOQuero inscrever-me

Não se limite a aprender uma nova língua, viva-a!
11 línguas e
52 destinos

Sabe mais