As mais recentes novidades sobre viagens, línguas e cultura dadas pela EF Education First
Menu

Porquê aprender inglês em Inglaterra?

Porquê aprender inglês em Inglaterra?

O Reino Unido é feito de uma mistura de dialetos regionais: Desde a Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales. Mas o dialeto de inglês clássico é mundialmente conhecido. Aqui está o motivo por que estudar inglês em Inglaterra é o melhor.

A tradição!

Aprender inglês onde a língua teve origem: a história da língua inglesa recua mais de 1500 anos, até por volta do século V ou VI D.C., quando os povos germânicos vieram para as nossas luxuriantes ilhas verdes, e tem evoluído significativamente desde aí.

O inglês do início da idade moderna, a língua do grande poeta Shakespeare, começou por volta dos anos 1500. Graças à influência de povos como os Romanos, os Anglo-Saxões, os Normandos, e os Vikings, que controlaram à vez a nossa pequena ilha, esta versão da língua inglesa floresceu, adotando palavras de raiz germânica, latina e também francesa.

É também graças á nossa pequena ilha e à nossa controversa obsessão com a colonização, que o inglês se espalhou pelo globo, pelas Caraíbas, Américas e Austrália. Por isso, não só estarás a aprender no sítio onde teve origem, como também terás todas as vantagens de falar uma língua falada no mundo todo.

A pronúncia britânica

Eu podia levar todo o dia a falar das pronúncias de inglês regionais porque a forma como falamos difere muito entre cidades e países, mas vou-me ficar pela Received Pronunciation (RP) standard – a pronúncia clássica de inglês – para esse ponto.

Estudar em Inglaterra vai quase indubitavelmente dar à tua voz um encanto extra, um certo apelo global se quiseres, fazendo a tua família e os teus amigos encontrar semelhanças entre ti e o príncipe Harry ou a Emma Watson. Isso vai ser sempre um bom PR pessoal. A pronúncia inglesa tem uma clara subtileza que acrescenta sofisticação a qualquer discussão ao jantar – bem, pelo menos é o que os meus amigos dos Estados Unidos me dizem.

Prepara-te para entrar nas melhores universidades

Inglaterra orgulha-se de ter algumas das melhores universidades do mundo. As mais famosas são a de Oxford e a de Cambridge, ao lado dos institutos de Londres como o London School of Economics e o Imperial College.

Estas universidades fazem todas parte do “Russell Group”, um nome de guarda-chuva dado a uma compilação das mais históricas e prestigiadas universidades do Reino Unido. Outros membros deste grupo de elite incluem Manchester, University College London, e Bristol.

Mesmo excluindo as acima mencionadas, onde quer que vás em Iglaterra vais encontrar uma universidade conceituada, certamente.

Vida citadina

Experimenta a vida citadina como nunca antes na moderna, artística, e cultural capital Londres, ou dirige-te para norte para a pedregosa Manchester, casa de dois icónicos clubes de futebol e de uma cena musical próspera. A grande variedade dentro de Inglaterra significa que também podes experimentar cidades com colégios académicos como Oxford, ou dares por ti na natureza e na costa em Eastbourne ou Bournemouth.

Isso conduz lindamente ao meu assunto final.

Diversidade

“Inglesismo” é um conceito extremamente difícil de precisar, especialmente na era moderna da globalização e imigração. Uma coisa que caracteriza Inglaterra como país, porém, é a incrível diversidade em torno de todos os aspetos da vida. Diversidade na cultura, geografia, cozinha, e hábitos, e tudo combina para criar uma manta nacional de contrastes espetaculares e coloridos.

Londres é o melhor exemplo. Podes encontrar quase tudo lá, cozinha que vai desde a egípcia à guiniana, edifícios inspirados em eras arquitectónicas desde o Georgiano ao Brutalista, e qualidade de realeza (chá de qualidade como a rainha) até ao mais comum (refeições nos pubs ao domingo).

Sabe mais dicas nos outros artigos do blogEscolhe a tua cidade :)

Compartilhe esse artigo

Últimos artigos de Carreira