As mais recentes novidades sobre viagens, línguas e cultura dadas pela EF Education First
Menu

As 12 estações do metro de Londres com os nomes mais estranhos

As 12 estações do metro de Londres com os nomes mais estranhos

Eis as Estações do metro de Londres!

Oficialmente conhecido como London Underground, mas conhecido pelos locais como Tube (por causa da forma dos túneis), é o terceiro maior sistema de metro do mundo, viaja o equivalente a 90 viagens até à Lua e regresso todos os anos, e serve as incríveis 270 estações em 11 rotas por toda a cidade. Algumas destas estações têm nomes absolutamente estranhos – e surpreendentes – e nós estamos aqui para explicar alguns dos mais estranhos.

Aqui estão as estações do metro de Londres com os nomes mais estranhos

1. Swiss Cottage

O que tem Londres a ver com a Suíça? Esta estação recebeu este nome depois do pub de que está próxima, originalmente chamado Swiss Tavern e, mais tarde, de Swiss Cottage. Construído a meados de 1800’s, foi construído no estilo popular das casas de campo suíças em que algumas casas eram construídas na altura.

2. Covent Garden

Este é interessante porque as pessoas dizem SEMPRE mal o nome. É Covent, não Convent. Contraditoriamente, costumava ser um jardim com muros para monges, chamado de Convent of Westminster, mas por volta do século XIII, passou a ser conhecido pelo termo anglo-francês covent, que significa convento ou mosteiro.

3. Elephant and Castle

Sabias que as famílias reais espanhola e britânica estiveram ligadas durante séculos? Supostamente, o nome deste quarteirão do Sul de Londres vem do termo “la infanta de castilla”, referindo-se a duas princesas espanholas que podem ter ou não vivido na área. Mais tarde, explicações para o nome incluíram o sinal de um ferreiro (de um elefante e um castelo, mas de qualquer forma este é um dos nomes mais fixes e únicos de Londres).

4. Angel

Tal como Swiss Cottage, o bairro de Angel aparentemente recebeu este nome depois de uma taberna chamada Angel Inn, que existiu desde 1600. A taberna ainda existe, apesar de ter sido comprada por uma cadeia de restaurantes, por isso quanto menos discutirmos isso, melhor.

5. Barbican

Esta estação refere-se à propriedade que está ao lado dela. O nome vem da palavra latina antiga “barbacana” que significava o portão de um castelo fortificado. Quando as casas da área foram destruídas durante a II Guerra Mundial, o local foi reconstruído num estilo arquitetónico reto e funcional, chamado Brutalismo. Além disso, há um centro de artes performativas, o que também é bom.

6. Maida Vale

Dizer isso em voz alta sem ver como se escreve parece “made of ale”, como se a área inteira fosse feita de cerveja. Na realidade foi chamada assim depois de um pub (a palavra britânica para taberna) chamado The Maida – com este nome depois de um herói local chamado St. John, conhecido por “herói de Maida”.

7. Cockfosters

Sim, este parece bruto. Nós sabemos. Vais encontrar esta estação mesmo no extremo Norte de Londres, na última paragem da linha Piccadilly. O nome vem de uma família local ou de uma casa que havia na área – ninguém tem bem a certeza. Aparentemente o nome quer dizer “chefe florestal” (“cock” pode significar “chefe”) mas sinceramente estamos demasiado ocupados a rir para saber.

8. East India

Já alguma vez disseste aos teus amigos que ias para o “Leste da Índia” sem meter os pés num avião? Agora já podes! Esta estação em DLR (Docklands Light Railway) no Leste de Londres recebeu este nome depois das “East India Docks”, que era onde os barcos que faziam comércio com a Índia costumavam descarregar a sua mercadoria.

9. Brick Lane

Há ruas (lanes) que são feitas de tijolos (bricks). Ainda assim, esta rua recebeu este nome devido ao fabrico de tijolos e azulejos que se fazia nesta área desde o século XV. Agora é muito famosa pelos seus deliciosos caris dos vários restaurantes indianos que há na rua. Bónus: costumava chamar-se Whitechapel Lane, mas nós preferimos Brick Lane porque é mais rápido dizer.

10. Park Royal

O nome desta estação não faz sentido porque não há nenhum parque e não fica próxima de nenhum palácio real. Na verdade, vais encontrá-la no Oeste de Londres, a Norte de Ealing and Acton. Acontece que o nome veio de uma feira da Royal Agricultural Society que abriu na zona em 1903. A feira fechou três anos depois, mas o nome manteve-se.

11. Cyprus

Continuando o hábito de darem nomes às estações do metro de Londres com países ao acaso, esta paragem na DLR (Docklands Light Railway), no Leste de Londres, serve o bairro vitoriano de Chipre que fica nas proximidades e que também recebeu este nome depois da ilha mediterrânica. Também é significativamente menos solarengo e excitante que a ilha de Chipre. Desculpa, mas tinha que o dizer.

12. Crystal Palace

OK – esta tecnicamente não está na rede de metro (está na rede de comboios ligeiros chamada Overground), mas o nome é tão estranho que tínhamos de inclui-lo. Pronto para a história? Vamos lá: em 1851, Londres fez uma Expo no Hyde Park, construindo um gigantesco salão em madeira e vidro nas proporções de um palácio, conhecido como o Palácio de Cristal. Depois da Expo, o salão foi destruído e reconstruído no Sul de Londres, dando à área – e à estação de metro – o seu nome. Reviravolta da história: a construção toda foi incendiada na década de 30. Trágico.

Vais viajar para Londres em breve? Não te esqueças de dar uma vista de olhos pelo nosso guia para sobreviventes no Metro de Londres. Aproveita cada uma destas paragens para descobrires as melhores comidas de rua, em Londres.

Aprende a pronunciar as estações de metro como um nativoIntercâmbio

Compartilhe esse artigo

Últimos artigos de Viagem