As mais recentes novidades sobre viagens, línguas e cultura dadas pela EF Education First
Menu

10 dialetos britânicos que precisas de conhecer

10 dialetos britânicos que precisas de conhecer

Se estás a aprender Inglês no Reino Unido, podes pensar que virás com uma pronúncia britânica perfeita, como se tivesses aulas privadas com a própria Rainha.

Na realidade, há cerca de 40 dialetos diferentes no Reino Unido que soam totalmente diferentes uns dos outros, e, em muitos casos, usam estrutura e composição de palavras diferentes. Na realidade, há praticamente um sotaque por condado.

Aqui estão os 10 dialetos Britânicos que tens de conhecer:

1. Escocês

Vamos começar pelo Norte, com o sotaque que simboliza universalmente os lagos espelhados, as montanhas com neve,o axadrezado, e… o pão escocês? O sotaque escocês como o conhecemos desenvolveu-se no final do sécuo XVIII mas existia sob diferentes formas antes disso.
Foi fortemente influenciado pela língua Gaélica que era (e às vezes ainda é) falada em certas zonas da Escócia, tal como as línguas nórdicas dos invasores Vikings. Os escoceses diriam “Scotland” como “SKORT-lond” em vez do Inglês padrão “SKOTT-lund”.

Faz uma viagem a cidades como Edimburgo e Glasgow para ouvires o sotaque escocês.

2. Geordie

As pessoas de Newcastle falam um dialeto chamado Geordie, que é um dos sotaques mais fortes e distintos de Inglaterra.

O Geordie muda todas as regras do Inglês padrão, por isso nada se pronuncia como estavas à espera: a palavra “button” seria pronunciada como “BOT-tdan” em vez de “BUH-tun”, com o som “ooh” na letra U e um T enrolado. Sim, o melhor é veres no Youtube.

3. Scouse

Os habitantes de Liverpool são chamados de Scousers ou Liverpudlians, e o seu dialeto (que, tal como o Geordie, é bastante forte e automaticamente reconhecido) é chamado de Scouse.

Os liverpolianos diriam “woss dtha?” em vez de “what’s that?” com imensa ênfase nos A e nos Y nas palavras. Além disso eles enrolam os R, tornando difícil perceber se estão a dizer um L ou R. Deus lhes abençoe!

Sítios que podes visitar para aprender Scouse incluem Liverpool e a vizinha Manchester.

4. Yorkshire

Um dos maiores condados de Inglaterra, Yorkshire tem uma pronúncia distinta onde uma das principais diferenças de pronunciação é na letra U, que é dita como “ooo” em vez de “uh” – por isso “cut” é pronunciado como “coht” e “blood” como “blohd”.
Aparentemente é visto pelos outros habitantes do Reino Unido como um dos melhores e mais confiáveis dialetos, mas, pessoalmente, nunca conheci nenhum habitante de Yorkshire de confiança (estou a brincar, são adoráveis).

Vais ouvir o dialeto de Yorkshire em cidades como York, Leeds e Sheffied.

5. Welsh

Oficialmente um país diferente, o País de Gales tem uma cultura e língua própria que é falada por meio milhão de pessoas. Têm palavras brilhantemente compridas e complicadas como “Llanfairpwllgwyngyllgogerychwyrndrobwllllantysiliogogogoch” que é o nome de uma aldeia galesa (e o segundo maior nome de um sítio do mundo).

Quando os galeses falam Inglês, o seu sotaque é automaticamente reconhecido – pronunciam palavras como “Wales” como “WEE-alss”, ao contrário dos ingleses que dizem “WAY-ells”

Vais aprender o dialeto galês se visitares Cardiff ou as cidades vizinhas como Bristol.

6. Brummie

Provavelmente o nome mais fofo da nossa lista, este sotaque é, na verdade, um dos mais ridicularizados do Reino Unido – o que é bastante mesquinho porque, claramente, as pessoas de Essex nunca se ouviram a falar.

O nome deriva de Brummagem e Bromwichham, ambos nomes alternativos históricos para a grande cidade de Birmingham, onde as pessoas falam este dialeto.

As pessoas com um sotaque “Brummie” dizem a palavra “hello” como “heh-LOUW” em vez de “HEH-low”, apesar de haver várias variações do sotaque pela cidade (é a terceira maior cidade de Inglaterra).

7. Sudoeste de Inglaterra

O Sudoeste de Inglaterra (West Country) inclui os condados de Gloucestershire, Dorset, Somerset, Devon e Cornwall, e o dialeto é o mais próximo da antiga língua britânica anglo-saxonica, que tem raízes nas línguas germânicas – de modo que quem vive em West Country diz “I be” em vez de “I am” e “Thou bist” em vez de “You are”, o que é bastante próximo de “Ich bin” (I am) e “Du bist” (You are) no Alemão moderno. Que estranho!

O resto do sotaque é rótico (a letra R é suave e enrolada), por isso, na verdade, soa um pouco como o Inglês Americano, apesar de os habitantes do Sudoeste de Inglaterra não o admitirem.

Se quiseres ouvir o sotaque em ação, dirige-te a uma das principais cidades do Sudoeste de Inglaterra, como Bristol ou Bornemouth.

8. R.P.

O sotaque dos Home Counties (condados de Berkshire, Buckinghamshire, Hertfordshire, Kent, Surrey, e Sussex) é o mais próximo daquilo que as pessoas consideram o Inglês da rainha, também conhecido como Received Pronunciation (R.P.) ou Standard English.

É basicamente um sotaque monótono com ênfase em vogais como o A (pronunciado “ah” como em “car”) e o O (pronunciado “ohw” como em “snow”, mas muitas vezes varia a pronuncia entre palavras diferentes que vais achar traiçoeiras se estiveres a aprender Inglês pela primeira vez: palavras como “cough” e “dough” escrevem-se quase da mesma forma mas pronunciam-se de forma diferente.

Vais encontrar o sotaque R.P. em cidades como Oxford, Cambridge, Eastbourne e Brighton.

9. Essex

O dialeto deste condado é tão distinto que consegues perceber logo se alguém vem de Essex. Eles pronunciam palavras como “no” “NA-hw” e engolem o som do “th” em palavras como “think” e em vez disso dizem “fink”.

Também é comum engolir palavras como “to” e “the” em frases como “Let’s go (to the) shops”. É um sotaque que se tornou muito mais conhecido graças aos reality shows com pessoas de Essex, para grande desgosto de todos.

Dirige-te a Londres para fazeres uma viagem de um dia para o Essex e descobre o sotaque.

10. Cockney

Talvez o sotaque britânico mais famoso, até que o R.P., seja o Cockney. Desenvolveu-se como o dialeto das classes trabalhadoras mais pobres do East End of London, e ainda é visto como um marcador da verdadeira herança do Leste de Londres.

Tal como o sotaque do Essex, o Cockney troca o som do “th” pelo F, engole o som do H à frente de palavras como “head” e alonga vogais como o A e o E.

De qualquer forma, talvez seja mais famoso pela gíria rimada do Cockney, em que as pessoas subsituem palavras por outras palavras que são abreviaturas de frases que não têm nada a ver e que rimam com ela: como “dog” em “dog and bone” para dizer “telephone”. Bizarro, eu sei.

vê aqui os nomes de lugares ingleses que toda a gente pronuncia mal.

Aprende Inglês no Reino UnidoInformações&Preços

Compartilhe esse artigo

Últimos artigos de Línguas