As mais recentes novidades sobre viagens, línguas e cultura dadas pela EF Education First
Menu

10 palavras estranhas e totalmente confiáveis em 10 línguas

10 palavras estranhas e totalmente confiáveis em 10 línguas

Parte da magia de aprender uma língua nova assenta na descoberta peculiar e única de novas palavras. Por mais rebuscada que seja a situação, há provavelmente um termo para isso em qualquer lugar – mesmo que não haja um equivalente na tua língua nativa.

Prepara-te para aprender dez novas e fantásticas palavras específicas em dez línguas diferentes. Usa estas preciosidades em encontros sociais e jantares e prepara-te para deixar a tua companhia boquiaberta com o teu know-how linguístico.

1. Kummerspeck – Alemão

A maioria de nós está familiarizado com o peso que ganhamos durante um período particularmente duro ou stressante. Os alemães apelidaram carinhosamente este “Kummerspeck”, que traduzido à letra significa ” mágoa de bacon”. Muito apropriado sem dúvida.

2. Shemomedjamo – Georgiano

Todos nós conhecemos a sensação de nos sentarmos depois de uma refeição particularmente saciante, apertar as nossas mãos e agarrar o nosso estômago, insistindo que podíamos possivelmente comer outra dentada – antes de encher rapidamente a boca com as sobras. “Shemomedjamo” quer dizer essencialmente “Eu comi tudo acidentalmente”. Como podemos confiar nisso?

3. Mencolek – Indonésio

Os batoteiros do mundo todo podem-se alegrar: O ato de tocar no ombro de alguém enquanto se está do lado oposto tem um nome oficial na Indonésia: “Mencolek”. Traduzido como “beliscar”, o termo clássico refere-se com mais frequência à antiga brincadeira de campo de jogos.

4. Seigneur-terraces – Francês

Este termo provavelmente destina-se aos infames e mesquinhos “nómadas globais” com os seus computadores portáveis espalhados por cafés do mundo inteiro. “Seigneur-terraces” refere-se a frequentadores de cafés que ocupam mesas por horas e não consomem nada.

5. Tingo – Pascoense (Ilha de Páscoa)

Esta palavra descreve o ato de tirar objetos que desejas da casa de amigos – pedir emprestado e não devolver. Embora seja certamente um termo interessante, é aconselhável manter amigos que não tenham o habito de te roubar casualmente.

6. Badruka – Sueco

Os suecos têm uma palavra para quem é muito lento e relutante em entrar na água. É importante ressalvar que os suecos costumam nadar em lagos gelados no inverno, e, se agires como um “badruka”, vais normalmente acabar por ser empurrado por amigos impacientes.

7. Chingada – Espanhol (México)

No México, as pessoas têm uma localização muito específica onde imaginam os seus inimigos. “Chingada” pode ser traduzido por “um lugar infernal, imaginário e longínquo para onde enviamos todos aqueles que nos irritam”. É ligeiramente alarmante mas compreensível no fim.

8. Gattara – Italiano

O termo popular e milenar “mulher-gato” tem desde há muito tempo uma casa firme na língua italiana. Uma “gattara” é uma mulher, por vezes velha e de alguma forma solitária, que se dedita inteiramente a gatos vadios. Honroso, se não um pouco triste.

9. Age-otori – Japonês

A maioria de nós conhece a sensação de estar sentado na cadeira da cabeleireira após o corte, a olhar com os olhos arregalados para o nosso novo e nem sempre melhor reflexo no espelho. A palavra japonesa “age-otori” resume esta experiência de forma arrependida e trazudida como “parece pior depois do corte de cabelo”.

10. Pålegg – Norueguês

Os apreciadores de sandes de todo o lado podem alegrar-se com esta adição inestimável ao seu léxico. Esta pérola da Noruega refere-se a tudo o que se posse pôr entre duas fatias de pão. Carne fatiada, pickles, manteiga de amendoim; tu dás o nome, é “pålegg.”

Sabe mais dicas nos outros artigos do BlogEscolhe já o teu destino e língua :)

Compartilhe esse artigo

Últimos artigos de Línguas