As mais recentes novidades sobre viagens, línguas e cultura dadas pela EF Education First
Menu

Porquê aprender Japonês – 4 razões para aceitares o desafio

Porquê aprender Japonês – 4 razões para aceitares o desafio

O Japão é um país surpreendente, admirável e cheio de contrastes fascinantes. Aqui encontras uma mistura de cidades ultramodernas e tecnologia com tradições e artes antigas. E, apesar de o Japão ser um país mágico, o ambiente dramaticamente diferente onde aterraste pode ser desconcertante. Se realmente quiseres compreender o país – e apreciar a beleza particular da forma de viver Japonesa – conhecer a língua é essencial. Podes ver em baixo uma série de dicas para aprender Japonês 😉

Descobre aqui o melhor de aprender Japonês:

1. Com pouco se vai ao longe

Aprender Japonês não é fácil, especialmente por causa do seu sistema de escrita que combina pictogramas chamados kanji, importados da China, com duas formas diferentes de escrita Japonesa. No entanto, as bases da gramática são bastante simples, as regras de pronunciação absolutamente normais e dominar os alfabetos Japoneses é simples. Apesar de tudo, terás um longo caminho a percorrer. Ainda que não percebas tudo o que esteja escrito em kanji, irás conseguir escolher sushi num menu ou soletrar a tua paragem de comboio com recurso a um mapa. Além disso, vais começar a apanhar a lógica daquilo que te rodeia.

Um exemplo maravilhoso é a bonita cidade de Quioto em que as ruas são organizadas em grelha. Desde que consigas contar até dez, vais perceber que as inúmeras ruas que abrangem o comprimento da cidade não têm nomes mas sim números! Assim é impossível perderes-te! Vais ver que aprender a língua é mais fácil do que julgas!

aprender japonês kioto

2. Escala e influência

Nas décadas de 70 e 80, o crescimento económico rápido do Japão e a sua reputação em inovação tecnológica, tornaram-no um local óbvio para ambicionar ter uma carreira. Hoje em dia, a reputação de desenvolvimento económico incomparável e a influência crescente no panorama mundial pertencem à China. Já todos ouvimos que o Mandarim é a língua óbvia para aprender no futuro, mas não te esqueças que o Japão ainda é a terceira maior economia mundial e um dos locais mais inovadores do mundo a nível tecnológico.

Além disso, há mais de 125 milhões de pessoas que falam Japonês, por isso, vais ter imensa gente com quem praticar.

3. Modernidade, tradição e uma visão poética da vida

Os Japoneses são famosos pela sua tecnologia inovadora, desde o TGV aos robôs babysitter, das cervejas de pressão automáticas às passadeiras rolantes de sushi expresso em que recebes o teu pedido em segundos. Apesar de apreciar a ultramodernidade, o Japão mantém uma forte ligação com as suas raízes. Irás ver o seu povo a celebrar apaixonadamente as cerejeiras em flor na primavera e as montanhas a ficarem vermelhas com a chegada do outono. Isso tudo enquanto filosofa sobre a efemeridade de ambos. Além disso, os Japoneses também gostam de observar festivais antigos e rituais religiosos com sinceridade e alegria e deliciar-se com a “Japonesidade” que os vários cantos da sua nação insular têm para oferecer.

A natureza única e bastante poética do próprio Japonês é digna de nota. Não consigo pensar noutra língua que consiga transmitir tal nuance e subtileza com tão pouco. Há imensas palavras em Japonês que não têm tradução em Português por exemplo.

Resultado de imagem para cherry trees japan aprender japonês

4. Um bom desafio

Os desafios de te aprofundares no Japonês são recompensadores, expondo-te a diferentes formas de pensar e de comunicar. O japonês está ligado ao contexto social em que é usado. Com a forma “vous” em Francês ou “sie/du” em Alemão, quem fala estas línguas deve prestar mais atenção com quem está a falar do que os falantes de Inglês com o simples “you”. Com o Japonês passa-se o mesmo, mas com uma maior variedade de educado vs. simples, formal vs. informal, humilde vs. respeitoso, e outras formas da língua que são usadas consoante o contexto da conversa. Felizmente os estrangeiros recebem um grande desconto pelo esforço, e, na maioria dos contextos, são perdoados!
Talvez o maior desafio seja os inúmeros kanji que precisas de aprender para ser realmente fluente. Se te serve de consolo, para ler um jornal, precisas de memorizar uma lista de “apenas” 2 000 e tal. Não há como negar que leva tempo, e algumas pessoas gostam de aprender a lógica e a ordem para recrear estes complexos carateres mais do que outras. Mas é recompensador precisamente porque a língua é assim tão rica e interessante.

Queres aprender Japonês no Japão?Marca já a tua viagem :)

Compartilhe esse artigo

Últimos artigos de Línguas